top of page

Tapa na cara do seu melhor amigo


Você já deu um tapa na cara do seu melhor amigo, por que ele errou? Então, por que quando você comete algum erro o seu primeiro impulso é se punir e se julgar?


Sempre que cometo algum erro, me faço a seguinte pergunta: “Como eu trataria o meu melhor amigo ou alguém que eu amo e que cometeu esse mesmo erro? Eu continuaria o amando?”


Por exemplo, você traiu o seu namorado e você se acha um merda, terrível. Se seu melhor amigo te contasse que traiu a esposa ou o namorado, você ia dar um tapa na cara, chutar, punir, falar que ele é um ‘merda’?


Ou você o acolheria? Diria algo como: “Calma amigo você errou, mas você é um marido tão carinhoso, tão incrível, você pode contar, pedir desculpas, tentar consertar as coisas...”?


É importante que a gente se trate da mesma forma que trataria alguém que ama e que cometeu esse mesmo erro. Afinal, se eu me amo, por que não me tratar da mesma maneira?


É um exercício diário, viu pessoal! A gente sempre tem que vigiar as nossas punições e substituir a punição por algo mais positivo, por autocuidado.


Eu sei que não é fácil. Ainda mais porque a maioria de nós foi criada com uma educação punitiva, nós aprendemos que diante de um erro o que precisamos fazer é punir.


Pesquisas apontam, inclusive, que pessoas que tiveram pais ausentes, distantes ou violentos, têm a tendência de serem mais críticos consigo mesmo.


Mas, é possível sim cuidar dos nossos erros reparando, nos acolhendo, com autocuidado e não só nos punindo.


Nos últimos dias tenho dado algumas dicas de como podemos nos tratar com mais gentileza e autocuidado. Espero que elas ajudem vocês a buscarem outros caminhos, que não o da punição.


Bjpro6

Posts recentes

Ver tudo

É possível parar a compulsão de uma vez?

É comum quando percebemos um comportamento compulsivo a gente querer se livrar daquele componente de uma vez só. Então, se eu me masturbo muito quero parar e nunca mais fazer. Ou se como muito doce, q

Comentários


bottom of page