Perdoar liberta o perdoador


Ao contrário do que muitos pensam, perdoar não é esquecer. O perdão é você ter o direito de ter raiva de quem te fez mal, de querer se vingar, mas escolher não fazer.

A vingança ela dá continuidade na roda da violência, ela perpetua o mal. É um ciclo de raiva que é retroalimentado, quanto mais você se vinga, mais raiva você gera e isso não tem fim. E as vezes, mesmo que você não se vingue, mas só o fato de não liberar o perdão, de ficar remoendo, mantém aquilo vivo em você.


As pessoas acham que perdoar é um benefício para quem recebe o perdão. Por exemplo: um cara mata uma pessoa, você perdoa e ele recebe o benefício do perdão. Mas, isso não é verdade. Quem matou, vai carregar para sempre o fato de ter matado uma pessoa. Usei um exemplo extremo, mas pode ser qualquer outra situação. A traição de um namorado, um amigo que fez algo que te feriu... Perdoar essa pessoa não absolve o que ela fez. A pessoa vai ter para sempre a marca de ter traído, magoado, alguém querido.


Quem perdoa está dando um benefício para si mesmo. Quando eu perdoo, eu escolho deixar aquela pessoa que me fez mal ir embora, não significa esquecer. Muito pelo contrário. Eu posso estar em uma relação, ser traído, perdoar a traição, ou seja, renunciar ao meu desejo de vingança, e terminar a relação. Eu perdoei o que a pessoa fez, eu não vou mais carregar aquela amargura comigo, mas eu não quero mais estar com aquela pessoa, porque ela quebrou a minha confiança.


Eu não estou dizendo que é fácil. Talvez, você precise perdoar pessoas que te fizeram muito mal, mas o que eu tenho para te dizer é que ao liberar esse perdão, você não está fazendo nada, nenhum benefício para essa pessoa, o benefício é para você. Para que você possa seguir em frente a partir de uma vida livre, para não carregar esse mal, nem essa pessoa com você, elas não merecem que você as carregue em sua vida.


Quando eu escolho perdoar, eu escolho não deixar que o mal que foi feito a mim, permaneça em mim!


Bjpro6


1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo