Os sofrimentos dos homens gays no contexto religioso (Parte 2)


Hoje vou continuar ressaltando alguns sofrimentos que os homens gays que viveram em contextos religiosos sofrem ao longo da vida. Bora lá!


Culpabilização: o homem gay acaba se culpando por ser quem é e tudo o que acontece em sua volta se torna culpa dele, já que está em “culpa” com Deus por ser gay.


Sensação de falha: “se eu tivesse orado/jejuado mais, talvez eu teria me libertado desse mal”. E acabam aceitando a homossexualidade como uma falha.


Perda de sentido da vida: ele aprende que se ele é gay não vai para o céu, vai para o inferno. Então, não precisa se cuidar, fazer planos, já que vai para o inferno mesmo.


Perda social: as comunidades religiosas funcionam como uma família. E quando o homem gay assume a sexualidade e rompe com a igreja acaba perdendo essa família.


Perda do amor: quando ele sai da igreja também perde os laços amorosos e familiares que construiu naquela comunidade.


Perda de propósito: o homem gay costuma estar envolvido nas atividades da igreja e quando ele sai perde também essa função social e fica sem propósito.


São muitos sofrimentos, né meu povo?


Quero saber se você reconhece algum deles? Se teve outros diferentes?


Deixa aí nos comentários e vamos trocar experiências!



No “Quinta Gay” de hoje finalizo o artigo sobre os sofrimentos dos homens gays no contexto religioso.

Espero que faça sentido e que eu consiga ajudar de alguma forma.


Bjpro6

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo