top of page

Buscar: o prazer antes da chegada


Hoje vou começar a falar sobre os 7 Instintos da Psicanálise! “Mas, o que é isso, Caio?” – São instintos que todo ser humano tem e eles tentam responder a uma necessidade humana para manter a gente vivo, são protetivos. E cada um deles, individualmente, produz prazer.


Vou começar falando sobre o Instinto de Busca, que faz com que a gente obtenha prazer no ato de buscar, de desejar, de querer!


Esse instinto nos recompensa pelo ato de sair para o mundo em busca daquilo que necessitamos, mesmo que a gente não encontre. Ele faz com que a gente procure fora da gente as nossas necessidades.


Por exemplo: se eu tenho fome é esse instinto que vai ser ativado no meu cérebro para que eu procure comida. Se eu tenho o desejo sexual é esse sistema que vai ser ativado para eu procurar um parceiro.


Se eu quero construir uma carreira de sucesso, ter filhos, viajar, ou qualquer outra coisa, é esse instinto que faz com que eu procure na vida o que eu preciso.


O que é curioso nesse instinto é que o prazer não se dá no encontro, quando eu consigo ou conquisto aquilo que eu quero, e sim no próprio ato de procurar. Por exemplo, quem passa horas nas máquinas de caça-níquel, ou horas dando ‘match’ nos aplicativos de paquera.


E ele é protetivo porque nos motiva a continuar buscando, mesmo que a gente não encontre, ou que encontre e não fique satisfeito. Por exemplo, você procura muito tempo por um emprego e quando encontra não é o melhor salário, você vai continuar buscando por outro emprego.


O mais importante aqui é que a gente consiga utilizar essas informações para autoconhecimento e tentar entender: o que me dá prazer no processo, mesmo que eu não ganhe nada no final?


Nem todos os prazeres na vida são sobre o resultado, invista no que te dá prazer no processo!


Nos próximos artigos vou falar sobre os outros Instintos da Psicanálise! Fiquem de olho!


Lembrando que esses instintos não nascem de uma escolha da gente, eles são instintivos, é algo que nos atravessa. Nós não conseguimos mudar um instinto, nós conseguimos sim, por meio da nossa racionalidade, usar esse instinto a nosso favor.


Espero que ao longo dos artigos vocês consigam aproveitar as reflexões que vou trazer aqui!


E já deixa aí nos comentários, já tinha ouvido falar dos Instintos da Psicanálise? Fez sentido para você?


Bjpro6

Posts recentes

Ver tudo

É possível parar a compulsão de uma vez?

É comum quando percebemos um comportamento compulsivo a gente querer se livrar daquele componente de uma vez só. Então, se eu me masturbo muito quero parar e nunca mais fazer. Ou se como muito doce, q

Comments


bottom of page