A primeira vez marca todas as outras


A primeira experiência sexual é sempre um episódio marcante na vida de qualquer pessoa. Um momento cercado de ansiedade, medos, curiosidades e descobertas. Tanto que, seja essa experiência boa ou não tão boa assim, recente ou há bastante tempo, a maioria das pessoas vai ter, pelo menos, alguma lembrança desse momento.


Porém, para o menino ou adolescente gay esse momento é muito mais complicado. Aliás, toda a construção da sexualidade do homem gay é mais complexa e vem marcada por muitas excepcionalidades, que não aparecem na primeira vez do homem hétero.


E essas excepcionalidades vão ter influências diretas ou indiretas na experiência de relacionamento que o homem gay terá lá no futuro, na vida adulta.


Porque, para além dessa aura ritualística de “passagem para a vida adulta”, de maturidade, na primeira vez do homem gay também há uma confirmação de identidade, de entender e de comprovar os seus desejos. O que, muitas vezes, vem carregado de culpa, de medo, de traumas e de vergonha.


E, muitas vezes, a nossa primeira vez vai ter um impacto direto em moldar como vivenciamos todas as outras experiências sexuais. Então, para começar a refletir, quero te fazer algumas perguntas: Você lembra como foi a sua primeira vez? Foi prazerosa? Você teve medo? Foi casual ou teve um clima romântico?


Olhar para a nossa primeira vez e entender quais padrões nós iniciamos lá pode ser um bom caminho pra gente entender coisas que repetimos nas nossas relações atuais.


Vamos fazer esse exercício juntos? Conta aí nos comentários o que mais te marcou na sua primeira vez?


E aproveita para acompanhar os próximos posts, em que vou detalhar essa temática.


Bjpro6


2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo