A primeira vez do homem gay


Temos visto que o desenvolvimento da sexualidade do homem gay é bastante turbulento e, muitas vezes, carregado de culpa e de vergonha. E, infelizmente, a primeira experiência sexual não é diferente.


Já que, essas primeiras experiências costumam se dar com homens mais velhos e experientes, uma vez que é mais difícil ter um espaço social e de paquera para conhecer outros meninos gays da mesma idade.


Além disso, é comum que esse primeiro encontro aconteça por meio de aplicativos ou salas de bate-papo on-line e costuma ser escondido e ter um caráter de perigo, por exemplo, na casa do outro, na escada de incêndio, no banheiro público...


Então, não são dois jovens de idade similar, iniciando a vida sexual e aprendendo juntos a como viver aquela relação. É alguém ensinando e alguém aprendendo.


Só que, muitas vezes, esse “mentor” não tem a paciência de ensinar e está mais preocupado com o seu próprio desejo e não com as dúvidas e sentimentos do menino que está iniciando a vida sexual.


Outro ponto marcante é a falta de romance e de conexão, já que, geralmente, acontece com uma pessoa desconhecida e não com o namorado ou com alguém que se tem algum sentimento.


Para completar, muitos meninos ainda bebem ou utilizam outras substâncias para terem coragem de viver aquele encontro.


E toda essa experiência, que tem muita excitação, mas também pode ser traumática, tem que ser bancada pelo próprio menino gay que, geralmente, ainda não se assumiu e não tem com quem compartilhar ou dividir seus sentimentos.


Aí quando a gente junta despreparo, culpa, vergonha, experiências traumáticas e sem afeto isso tudo só pode ter como consequência marcas profundas, que vão se manifestar também nas relações futuras.


Todo o nosso processo de construção da sexualidade é mais complexo do que o dos homens héteros. Pulamos muitas etapas, vivemos outras de maneiras mais traumáticas, muitas sem afeto e tudo isso deixa marcas, que carregamos ao longo da vida. (No próximo post, vou falar um pouco sobre elas).


Justamente por isso, resolvi abordar essa temática e fazer aqui do meu IG um espaço pra gente compartilhar as nossas histórias, as nossas dores, dúvidas, medos e traumas.


Então, fica à vontade e conta aí nos comentários se a sua primeira vez foi parecida com a descrita, se você se identifica com alguma situação e como você lida com esses sentimentos hoje em dia.


Bjpro6

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo