top of page

Você foge do seu príncipe, porque ele não te faz sofrer!


Eu sei que essa doeu! Mas, sim! Podemos descartar o nosso parceiro ideal, do ponto de vista racional, justamente por ele ser incapaz de fazer a gente sofrer como a gente precisa para reconhecer o amor.


Quando o amor sempre é apresentado pra mim com algum nível de sofrimento, em dado momento, amor e sofrimento para mim viram uma coisa só. Eu sinto do mesmo jeito. E aí eu não consigo reconhecer o amor se não tiver sofrimento junto.


E, infelizmente, na nossa sociedade, a maioria de nós vai vincular o amor a algum tipo de sofrimento. Alguns vão se atrair por pessoas mais introspectivas, fechadas, outros por pessoas distantes, meio frias, outros por pessoas que precisam ser cuidadas...


Se você aprendeu o amor junto com distância, por exemplo, a pessoa ser fria, um pouco indiferente, é o que você precisa para reconhecer o amor.


Se ela for do tipo mais preocupada, mais presente, aquela que te envia mensagem no meio do dia pra saber se você está bem, você nem reconhece que é amor.


Pro nosso inconsciente, se essa pessoa não faz a gente sofrer, nem conseguimos vê-la como alguém que nos ama! Aí o que a gente faz? Damos um jeito de terminar a relação, ou nem damos chance de começar de verdade.


“Mas, será que ninguém aprendeu o amor de forma saudável?”. Claro que sim! E se a sua referência de amor for saudável, você vai remontar uma experiência saudável!


Mas, quando eu falo saudável, não estou falando perfeita! É possível ter um relacionamento saudável? Sim! Sem problemas? Não!


E se você está cansado de repetir padrões não saudáveis, já pensou que pode estar na hora de procurar terapia? Bora se cuidar!


Você consegue perceber esse padrão? Como, às vezes, você nem se interessa pelas pessoas que não te fazem sofrer de alguma forma? Conta pra mim aqui nos comentários...


“Mas poxa, Caio! Será que não tem como mudar isso? Vou continuar vinculando o amor ao sofrimento pra sempre?” – Tem como mudar sim, mas isso é assunto para um outro post!


Fica de olho aqui nas minhas redes, que vamos falar mais sobre isso!


Bjpro6

Posts recentes

Ver tudo

É possível parar a compulsão de uma vez?

É comum quando percebemos um comportamento compulsivo a gente querer se livrar daquele componente de uma vez só. Então, se eu me masturbo muito quero parar e nunca mais fazer. Ou se como muito doce, q

Comments


bottom of page