Vergonha, desonra, humilhação


Quando falamos em vergonha, geralmente, já relacionamos automaticamente com timidez, de se envergonhar em falar ou fazer algo. Mas, hoje quero falar de vergonha em um sentido mais profundo do termo, uma vez que, quando a gente usa a palavra vergonha apenas como um sinônimo de timidez a gente a banaliza e enfraquece o seu real significado.


Quando pesquisamos a palavra vergonha no dicionário, encontramos como significado “desonra que ultraja, humilha, degrada...”, ou seja, está mais ligada a uma ferida existencial, a algo mais intenso e profundo.


Assim como o seu uso no inglês, o termo “shame” (vergonha) é entendido com uma sensação de que tem algo errado, “quebrado” comigo, de que tem algo em mim que precisa ser consertado.


Diante disso, a vergonha é um sentimento extremamente doloroso, pois é a experiência de acreditar que somos defeituosos e, por consequência, que não somos dignos de amor e aceitação. Essa vergonha nos faz ter medo de que algo que a gente faça, fale ou pense nos torne indignos de sermos amados, indignos de nos relacionarmos com outras pessoas.


A dor da vergonha é uma dor real e precisamos falar sobre ela. Por isso, nas próximas postagens vou falar a fundo sobre essa questão, detalhando como ela nasce, quais as marcas que ela deixa em nossas vidas e como podemos superá-la.


Vem comigo?


Bjpro6


13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo