Tua vergonha é um troféu ao seu opressor


Quando somos crianças e adolescentes sempre temos aquelas pessoas que passam pelas nossas vidas e nos marcam negativamente. Pode ser um amigo da escola que fazia bullying com você, ou aquela professora que dizia que você não seria nada, ou que não era inteligente, ou não teria um futuro. E, pior, pode ser o seu pai, sua mãe ou alguém da sua família, dizendo que você é muito gordo, que deve se comportar que nem homem, que não deve usar determinada roupa etc, etc, etc. A lista, infelizmente, é infindável.


Aí a gente cresce com essas verdades guardadas, acreditando que precisamos ser o mais másculo, o mais inteligente, o mais magro, o mais produtivo, o mais bem-sucedido, o mais feliz...


E acabamos esquecendo que toda vez que você, homem gay, tenta ser másculo, porque alguém falou que você só teria valor sendo assim, você está dando um troféu para essa pessoa. Toda vez que você tenta ter o peso que aquela pessoa falou que você deveria ter para ser bonito, você está dando um troféu para essa pessoa. Toda vez que você trabalha mais de 8 por dia para tentar provar que você tem algum valor, você está dando um troféu para essa pessoa. Toda vez que vive a sua vida para tentar provar para o seu opressor que você tem valor, você está dando um troféu para ele.


CHEGA! Pega todos os troféus para você! Viva a sua vida da maneira que você tem que viver.


Se tem um corpo gordo, celebre o seu corpo gordo, se não é um macho alfa, celebre a sua sensibilidade, se pode trabalhar apenas 8 horas por dia ou até menos, celebre o seu privilégio.


Celebre ser quem você é e que a sua autenticidade seja o seu maior troféu!


Bjpro6

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo