O vício em aprovação


Quando saímos da vergonha e caminhamos para um lugar de orgulho, passamos por alguns estágios. Um deles é o vício em aprovação.


Muitos homens gays acreditam que não têm valor, que não merecem ser amados e para compensar essas sensações eles buscam ser o melhor em tudo. Ter o melhor corpo, o melhor trabalho, o melhor carro, a melhor profissão... Buscam ser aprovados pelos outros em todas as áreas da vida.


E quanto mais ‘dentro do armário’ ou parcialmente dentro dele um homem gay está, quanto mais escondido, mais ele pode ficar viciado em aprovação.


E isso traz uma grande ferida. É comum se sentir rejeitado, incompleto, errado, envergonhado e tantos outros sentimentos ruins e isso aumenta a necessidade de provar, para ele mesmo e para o outro, que ele tem algum valor.


E quanto mais aprovação ele recebe por aquilo que ele não é, mais vai ficando claro que aquilo que ele é de verdade não é bom. E isso alimenta ainda mais a necessidade de fazer coisas para provar, para ele mesmo e para os outros, que ele é bom.


Isso vira um movimento retroalimentado. Quanto mais ele é aprovado por aquilo que ele não é, ou seja, que ele finge ser, mais aquilo que ele realmente é parece ruim e mais ele precisa de aprovação.


Para quebrar o vício em aprovação a gente precisa de aprendizagem e a aprendizagem exige que a gente olhe para onde a gente errou. E olhar para onde a gente errou é muito difícil.


Mas, vou fazer uma postagem inteira só falando sobre como a gente faz para quebrar o vício em aprovação. E aí, você percebe que se sente viciado em receber aprovação dos outros, percebe como isso atrapalha a sua vida?


Tenho trabalhado profundamente com esse tema em meus cursos e na Comunidade Gays Conscientes.


Apesar de ser algo difícil e exigir muito de nós é possível mudar e é possível, inclusive, usar todo esse processo ao nosso favor.


Diz aí, você já foi/é um viciado em aprovação? Conta aí nos comentários e vamos compartilhar nossas vivências.


E se tiver interesse em entender melhor todo esse processo, o meu curso “Psicologia e Homossexualidade” também pode ajudar.


Bjpro6

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo