top of page

Crie seu próprio ‘Na-Mas-Tê’


Os hindus, budistas e afins que me perdoem pela possível apropriação cultural, mas vocês precisam ter seu próprio ‘Na-Mas-Tê’! Seu próprio ditado, seu próprio mantra de autocompaixão!


“Mas, que conversa é essa, Caio?” – Calma, calma, que eu explico, jovens! Quando estamos mal temos a tendência de nos punir, mas o remédio para a nossa dor é sempre o amor e não a punição.


Por isso, estou aqui hoje para ajudá-los a criar o seu próprio mantra de autocompaixão! Se eu tenho o meu? Mas, é lógico! Sempre que estou em processos de sofrimento eu repito para mim mesmo...


“Caio, você é maior do que a dor que está sentindo agora. Você se machuca, mas também se dá prazer. Calma!”


Quando vamos produzir um mantra de autocompaixão, precisamos prestar atenção em três coisas: na nossa autobondade, na nossa humanidade comum e na nossa atenção plena.


Como eu fiz o meu: eu estou sofrendo agora, não sempre, sofrer faz parte da vida e o erro me faz humano. Como eu posso ser gentil comigo mesmo e melhorar já que o melhor remédio é o amor? E aí pessoal eu, literalmente, me respondo essa pergunta.


Eu queria que vocês fizessem isso, que produzissem uma frase para vocês, para colar em um lugar que vocês sempre vejam. Para se lembrarem sempre que vocês estão no presente, que o que estão sentindo agora não vai durar para sempre...


Que vocês são só humanos cheios de problemas como todo mundo, que errar é humano e, principalmente, que vocês precisam ter um ato de autocuidado com vocês mesmos!


Vocês têm que criar a própria frase de vocês, porque tem que fazer sentido para vocês, tem que caber no discurso de vocês... E aí é só praticar! Percebeu que está falando consigo com violência, que está se punindo? Opaa, peraê! Toma aqui o meu... “Na-Mas-Tê”!


O exercício é prático, pessoal! E espero que vocês façam mesmo, porque eu tenho certeza de que vai ajudar muito vocês!


Mas, o recado mais importante aqui é: vocês precisam mudar, evoluir, se tornar pessoas melhores... e vocês podem fazer isso se violentando ou com autocuidado. Eu sugiro fortemente que façam isso sempre com autocompaixão!


E se você já tem um mantra de autocompaixão ou criou um a partir dessa postagem, deixa aqui nos comentários!


Bjpro6


Posts recentes

Ver tudo

É possível parar a compulsão de uma vez?

É comum quando percebemos um comportamento compulsivo a gente querer se livrar daquele componente de uma vez só. Então, se eu me masturbo muito quero parar e nunca mais fazer. Ou se como muito doce, q

Comentarios


bottom of page