top of page

Aquela força que te empurra pra frente - Vem entender o conceito freudiano de Pulsão de Vida


Em 1920, Freud, conhecido como o pai da psicanálise, começou a trabalhar em dois conceitos: pulsão de vida e pulsão de morte (tem mais sobre ela no próximo post...).


Muitas pessoas acabam ligando a pulsão de morte a coisas ruins e a destrutividade. Mas, as duas pulsões, na verdade, podem ter coisas boas ou ruins.


Freud vai pensar em termos de energia e não uma energia mística. Mas, como algo que te empurra para a vida. Esses processos inconscientes que nos empurram para a vida ele chama de pulsão.


Na pulsão de vida, essa energia é regida pelo princípio do prazer. Por exemplo: Nós comemos, porque comer nos dá prazer e faz a manutenção da vida.


Ou, eu estou muito cansado, então eu vou ficar no sofá vendo série, vou descansar na rede. A pulsão de vida sempre vai nos empurrar para algo que nos dá prazer.


É importante ressaltar também que a pulsão é um desequilíbrio interno. Eu sinto fome, isso me deixa angustiado, por causa da pulsão de vida eu vou buscar comida e quando eu como eu volto para um estado homeostático, organizado, em equilíbrio.


Quando estamos angustiados, devemos nos perguntar do que eu preciso, qual a necessidade que não está atendida? O que eu posso fazer por mim mesmo que me leve de volta ao estado de equilíbrio.


Esse artigo é um convite para que diante de uma angústia você pare, respire e se pergunte francamente: o que eu preciso agora, como eu posso cuidar de mim nesse momento?


Conta pra mim aí nos comentários, já tinha ouvido falar desses conceitos de Freud, que trabalhamos na psicanálise? Fez sentido pra você?


Bjpro6


3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

É possível parar a compulsão de uma vez?

É comum quando percebemos um comportamento compulsivo a gente querer se livrar daquele componente de uma vez só. Então, se eu me masturbo muito quero parar e nunca mais fazer. Ou se como muito doce, q

Comentarios


bottom of page