top of page

Você ama seus defeitos?


Vem aqui, deixa eu te contar uma coisa... Você não desenvolve autoamor, enquanto odiar partes de você mesmo!


Porque ou você se ama ou não se ama. Não tem como você se amar e se odiar ao mesmo tempo!


“Mas Caio, eu não posso amar uma parte e odiar outra?”. Não! E eu vou explicar por que isso é complicado.


Se amar e se odiar são experiências muito conflituosas, que faz com que a parte “boa”, queira punir a parte “ruim”, como se existisse um certo e um errado.


Ao invés de se amar e se odiar, eu sugiro que você tente migrar para um lugar mais excelente, em que você possa pensar em termos de aceitação.


Afinal, eu posso amar as partes que eu adoro em mim e aceitar, com cuidado e carinho, as partes que não são tão incríveis assim.


Essa reflexão é um apelo para que a gente saia desse lugar de ódio e punição com a gente mesmo e caminhe para um lugar de autoaceitação.


Você também se ama e se odeia? Você também tem dificuldades em aceitar as suas partes que não são tão legais assim?


Conta pra mim aí nos comentários.


Bjpro6

Posts recentes

Ver tudo

É possível parar a compulsão de uma vez?

É comum quando percebemos um comportamento compulsivo a gente querer se livrar daquele componente de uma vez só. Então, se eu me masturbo muito quero parar e nunca mais fazer. Ou se como muito doce, q

bottom of page