Um exercício psi para ajudar a entender nossos relacionamentos


Hoje quero propor para vocês um exercício que vai ajudar a identificar e a trabalhar algumas questões em nossos relacionamentos.


Reflita um pouco sobre as suas últimas relações... Durante o relacionamento com os seus namorados você foi mais parecido com o seu pai ou com a sua mãe? As pessoas com quem você se relacionou se parecem com o seu pai em quê?


“Mas, por que essa pergunta, Caio?”. Porque, geralmente, nós temos a tendência de buscar o nosso pai ou performar o nosso pai nas relações. Ou buscar e performar. E tem mais! Muitas vezes, buscamos o pior e performamos o pior do nosso pai!


E tomar consciência disso faz com que a gente comece a inaugurar modos mais saudáveis de operar no mundo e de nos relacionar.


Mas, a gente precisa olhar para isso, precisa colocar no papel, a gente precisa reconhecer e nomear esses aspectos, sejam eles positivos ou negativos.


Lembrando que, a parte de tomar consciência é só uma etapa do percurso. A parte mais difícil é o processo de mudança. É o ir para a vida e escolher fazer diferente, porque naturalmente nos atraímos neste lugar.


É muito difícil conseguir parar e falar para si próprio: “Opa, esse caminho eu já conheço e não é por aqui que devo seguir”. O processo é bem difícil e não acontece da noite para o dia.


Contudo, tomar consciência nos dá a responsabilidade de começar a fazer alguma coisa, de agir, de tentar fazer diferente.


E se precisar de ajuda para construir esse caminho de transformação, a Comunidade Gays Conscientes está aqui para ajudar.


Eu sei que é difícil, que não é um exercício fácil, que vai trazer sentimentos complicados e que podem nos trazer dor, mas também vai esclarecer muitas coisas.


Reflita um pouquinho e conta aqui nos comentários quantas vezes você já namorou alguém muito parecido com o seu pai ou performou o seu pai em suas relações?


Bjpro6

13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo