Ser inconsciente não te isenta de responsabilidade


O inconsciente é algo que nos domina, nos atravessa e, muitas vezes, atua de uma forma que nos escapa. Mas, isso não significa que porque uma coisa é inconsciente, nós não temos responsabilidade sobre ela.


O inconsciente reprime aquilo que não estamos preparados para lidar, aquilo que temos dificuldade de ver e de assumir em nós mesmos. E para tomar responsabilidade sobre essas coisas precisamos de um mergulho em autoconhecimento.


Algumas pessoas, por exemplo, estão sempre entrando em relacionamentos tóxicos e elas fazem isso de um jeito inconsciente. Outras pessoas sempre traem seus namorados, algumas comem compulsivamente, outras são agressivas, a lista é infinita. Todas essas coisas têm raízes no inconsciente.


Porém, se uma pessoa trai, porque inconscientemente não sente que merece ser amada, ou se uma pessoa permanece em um relacionamento abusivo, porque teve um pai abusivo e que marcou seu inconsciente que abuso é igual a afeto, ou alguém come para tentar preencher um vazio que é emocional etc, a pessoa precisa se responsabilizar por sua história, expandindo o seu conhecimento sobre si mesma e refazendo o caminho, para que ela consiga olhar para essas dores e sofrimentos de forma consciente e, então, agir em sua própria vida como ator de mudança.


Sim, somos inconscientes, mas estamos nesta jornada chamada vida para nos tornar conscientes das nossas dores e nos curar. Ninguém vai fazer por você o que só você pode fazer por si mesmo. Tome a responsabilidade, olhe para si e não fuja da sua história, muito pelo contrário, torne ela consciente para ter uma vida melhor.


Ah, e você não precisa fazer isso sozinho! Você pode ter ajuda da terapia e de tantas outras coisas que são terapêuticas.


E se você é um homem gay e quer se tornar mais consciente, venha para a minha Comunidade Gays Conscientes.


Bjpro6




0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo