Quem só tem extensões de si mesmo, nunca teve um amigo


“Nossa Caio, que categórico que você está sendo!”


Pois é, estou sendo mesmo. Quantas vezes a gente só se relaciona com aquilo que é igual a gente, com o que é uma extensão do que a gente é? Com pessoas que pensam como nós ou que enxergam o mundo da mesma maneira que nós?


E pode até parecer que nós temos muitos amigos, mas, na verdade, temos um monte de extensões!


Será que você está se abrindo mesmo para conhecer pessoas que te fazem crescer, que te inspiram e desafiam?


Tenho pensado muito sobre como a nossa geração desaprendeu a se relacionar e a ter amigos. A gente só quer se relacionar com extensões.


Será mesmo que dá para chamar de amigo alguém que só concorda com a gente, que pensa exatamente igual, que não aponta os nossos defeitos, aquilo que a gente tem que melhorar?


Meu desafio para você é: olha para as pessoas que te cercam e se pergunta “Será que essas pessoas são meus amigos ou só extensões de mim e do meu mundo?”.


E se a sua resposta for que você tem mais extensões do que amigos, está na hora de se abrir para conhecer pessoas novas, diferentes, se desafiar e encontrar amigos de verdade.


Aqueles que não são como você, mas que te amam em lugares que, talvez, você mesmo não seja capaz de se amar.


Bjpro6

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo