Parresia: o remédio para a compartimentalização


O homem gay aprendeu a vida toda a se esconder ou a esconder partes de si por vergonha e para conseguir ser amado, o tal processo de compartimentalização, que temos falado bastante por aqui.


E a parresia, ou seja, a fala que não é vazia, a fala comprometida com a verdade, a que revela o que sentimos e pensamos, que fala sobre o que está em nosso coração, é um bom caminho para nos curarmos da compartimentalização.


Porque uma linguagem que é sempre mentirosa, com ausência, com omissão, com vazios, é uma personalidade que se expressa com ausência, com vazios, com omissão, ou seja, uma personalidade inautêntica.


A forma como eu escolho falar e construir raciocínio e exposição através da linguagem, define, de alguma forma, como eu me vejo, como eu me penso, como eu me comporto e, portanto, quem eu sou.


A fala comprometida com a verdade tem o poder de transformar quem a gente é e quem a gente quer ser.


Mas, a parresia tem um risco, que nós homens gays conhecemos bem: o de ser julgado. Quando o homem gay fala a verdade, ele corre o risco de ser apontado, zoado na escola, de apanhar do pai, de perder amizades...


A maioria dos homens gay teve um conflito duro com a verdade ao longo da vida, por isso, sair desse lugar de mentira é tão difícil, e muitas vezes, para começar é necessário um lugar de segurança.


Existem alguns espaços que você pode treinar a parresia, por exemplo, na relação com seu amigo, ou com o seu terapeuta, ou em grupos de apoio, onde há um compromisso mútuo de cuidado, apoio e amparo.


Eu sei que não é fácil, mas quando eu escolho ser verdadeiro, eu passo a ter uma vida autêntica, em que aquilo que eu falo, está alinhado com aquilo que eu penso e com aquilo que eu faço.


Conta pra mim, homem gay, tem praticado a parresia? Tem escolhido dizer a verdade e viver uma vida mais autêntica?


E se você se identificou com a postagem, se para você é difícil ter uma fala verdadeira e levar uma vida com mais autenticidade, minha Comunidade Gays Conscientes pode te ajudar. Por lá falo de parresia, de como podemos ter orgulho de quem somos e sermos mais autênticos.


Bjpro6



5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo