Orgulho: não se pode deixar dentro do armário


Você sabia que a maioria dos homens gays no Brasil ainda está no armário? Pelo menos, parcialmente. E que até você que se acha um gay “descoladão”, pode estar no armário também?


O que aprendi com a minha experiência na clínica é que muitos homens gays pensam que estão totalmente fora do armário, em um lugar de orgulho, mas nem sempre isso é verdade.


Se você é um homem gay assumido, mas a sua mãe não sabe, você ainda está parcialmente no armário. Se o seu pai, os colegas do trabalho, o pessoal da igreja... não sabem, você ainda está parcialmente no armário. E isso é um sinal de uma experiência de vergonha.


Por que não contar algo que é fundante de quem eu sou? Se a minha experiência, é uma experiência de orgulho, por que não contaria sobre algo que eu me orgulho?


Muitos homens gays acreditam estar completamente à vontade com a sua sexualidade, porém ainda se constrangem quando precisam explicar para mãe, para o pai ou para os amigos, algo da vida deles que essas pessoas desconhecem – a sexualidade.


Quando você não conta, será que você está dando chance para as pessoas te conhecerem de verdade? Será que dá para tirar a sua homossexualidade e continuar sendo você? Será que a sua mãe, seu pai, seus amigos te conhecem de verdade sem saber que você ama outros homens?


Quando a gente esconde partes de quem a gente é, a gente esconde quem a gente é. Ou todo mundo sabe ou você só está parcialmente fora do armário.


Nos próximos dias vou falar sobre a saída do armário, suas consequências, dicas de como sair e de como podemos viver uma vida de orgulho fora dele!


E se você ainda está no armário ou só saiu parcialmente dele, a minha Comunidade Gays Conscientes pode te ajudar nesse processo.


Bjpro6


0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo