O trauma te marca, mas não precisa te definir


Muitas vezes, as pessoas vivem experiências traumáticas, doloridas, tristes e essas experiências marcam a vida dessas pessoas de forma bastante intensa.


Esses dias, eu recebi uma mensagem de um seguidor que dizia assim: “Eu vivi uma experiência de abuso no meu passado e isso destrói a minha vida até hoje”.


Sim, é verdade que uma experiência traumática pode trazer muitos danos. Mas, ela não precisa definir que o resto da sua vida seja traumática.


Há esperança depois do trauma, há esperança depois da dor, há esperança depois do abuso, há esperança depois da violência, há esperança!


E se você não consegue ver isso ainda, não significa que você nunca vai ver. E se você não consegue ver isso sozinho, talvez, você precise dividir o seu fardo com outras pessoas, para que elas possam olhar por você.


Às vezes, precisamos de uma rede que consiga carregar a gente, nos momentos que a gente não consegue se carregar sozinho.


Mas, não é porque está difícil hoje, que vai ser difícil sempre. Nas últimas semanas falamos das experiências de trama, mas também falamos que é possível superar e avançar.


Nunca se esqueça disso: você não escolhe o seu passado, mas você pode construir o seu futuro!


Não hesite em procurar ajuda, seja de um amigo, da família, de um profissional como um terapeuta, ou de espaços terapêuticas em que você se sinta acolhido.


Pode parecer impossível agora, mas há novos caminhos, há esperança!


Bjpro6


1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo