top of page

Cuidar é bom para quem cuida


E quem diria que o cuidado é um instinto encontrado em todos os mamíferos e que nós temos como um dos sistemas que faz com que a gente esteja vivo e na vida?


Hoje a gente vai falar de cuidado. E o cuidado é um instinto que todos os mamíferos têm e nas fêmeas isso é mais acentuado do que nos machos.


E isso não é uma questão social. Às vezes, achamos que as mulheres cuidam mais porque foram treinadas para isso desde crianças, mas quando olhamos para as fêmeas na natureza, elas têm maior estimulação nas áreas de neurotransmissão desse instinto.


O cuidado é esse instinto que faz com que os mamíferos e os homens tenham prazer no ato de cuidar. Já viu aquelas pessoas que querem ajudar até quem não pediu ajuda? Pois é, essas pessoas elas encontram prazer no simples ato de cuidar mesmo que ela não receba nada em troca.


É importante entender, que o prazer do instinto de cuidar é bem diferente do prazer de quando você cuida de alguém e essa pessoa te retribui de alguma forma, ou vai gostar mais de você, ou vai te dar afeto em troca...


Então, o cuidado é um instinto em que o prazer vai sendo liberado enquanto a gente está cuidando. E ele é muito importante para a sobrevivência, porque precisamos de cuidado.


Pensa quando éramos bebês... se ninguém tivesse cuidado da gente estaríamos mortos. Se ninguém cuidasse de ninguém nossa espécie estaria extinta. E mesmo depois que a gente cresce, o cuidado faz a manutenção da espécie.


Por exemplo, se o homem não cuidasse um do outro quando a gente tava lá na época das cavernas a gente não teria chegado até aqui, porque nós éramos muito mais fracos do que os outros animais.


Então, cuidado também é esse instinto que faz com que a gente permaneça com o passar dos anos.


Já tinha pensado como o cuidado é importante para a manutenção da nossa vida e da nossa espécie?


Você também sente prazer no ato de cuidar? Conta pra mim aqui nos comentários.


Bjpro6

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

É comum quando percebemos um comportamento compulsivo a gente querer se livrar daquele componente de uma vez só. Então, se eu me masturbo muito quero parar e nunca mais fazer. Ou se como muito doce, q

bottom of page