top of page

Como funciona o atendimento na sua Clínica, Caio?


A ideia da Clínica surgiu da minha dificuldade em conseguir tempo para atender todo mundo que queria fazer terapia comigo. Então, eu passei a treinar e supervisionar pessoas que têm a mesma visão e o mesmo jeito de atender.


Os terapeutas da Clínica são profissionais formados, todos são pessoas LGBTs, que entendem em sua experiência vivida como é ser uma pessoa LGBT, mas, principalmente, são pessoas que estudam a fundo as questões da homossexualidade, já que a gente acredita que, só a experiência vivida não é suficiente.


Todos têm um curso de formação nas questões da homossexualidade, participam do meu grupo de estudos, em que duas vezes por mês estudamos livros, artigos científicos, materiais de dentro e fora do Brasil para continuarmos nos aprofundando no assunto, e fazem supervisão comigo.


“Mas, e como é o atendimento em si?” – Bom na nossa clínica você não vai falar, falar, falar e receber o silêncio como resposta. Por aqui valorizamos a troca, o ouvido que escuta pra responder, pra trocar, pra construir juntos. Entendemos que o encontro é o que cura.


Por isso, você nunca vai se sentir sozinho na experiência terapêutica aqui na nossa Clínica. Você vai trazer as suas questões e vamos te ajudar de forma ativa a trabalhar cada uma delas, seja a sua ansiedade, depressão, problemas sexuais, familiares, traumas de infância, a saída do armário...


Ou o que for! Aqui não tem assunto tabu. Com os nossos terapeutas você terá a liberdade de abordar todos os assuntos, das questões que são de todo mundo e das questões mais específicas da homossexualidade.


Também temos valores diferentes na nossa Clínica. A gente tem processos sociais, com valores menores pra quem não tem muita grana. Temos terapeutas mais experientes, que terão um valor um pouco maior. Tem vários valores pra atender vários públicos.


E se você passar por algum terapeuta da Clínica e não gostar, sem ter que pagar outra sessão, você pode experimentar uma sessão com outro terapeuta pra ver se você se sente mais à vontade, porque a gente acredita que essa empatia, essa química do primeiro encontro é muito importante.


E aí, chega de desculpas? Bora começar o seu processo terapêutico? Bora começar a cuidar dessas feridas aí e trilhar novos caminhos? Então, deixa um ‘eu quero’ aqui nos comentários, que vamos te passar todas as informações sobre a Clínica e os nossos profissionais.


Ainda ficou com dúvidas, quer mais detalhes de como funciona a Clínica? Deixa um “eu quero” aqui também que a gente te passa todas as informações e tira toda as suas dúvidas sobre o atendimento.


Bjpro6


Posts recentes

Ver tudo

É possível parar a compulsão de uma vez?

É comum quando percebemos um comportamento compulsivo a gente querer se livrar daquele componente de uma vez só. Então, se eu me masturbo muito quero parar e nunca mais fazer. Ou se como muito doce, q

Comments


bottom of page