A vergonha na sociedade contemporânea


Resultado de dez anos de pesquisa do Núcleo de Estudos em Psicanálise e Clínica da Contemporaneidade da UFRJ, “Sofrimentos narcísicos”, a coletânea de artigos que virou livro, aborda a vergonha na sociedade atual.


Segundo os pesquisadores, o principal receio do envergonhado está ligado à sua imagem e aparência diante do outro, o que revela sua face narcísica.


A vergonha acompanha a sensação de inadequação e de não ser suficiente para os outros ou para a sociedade em que está inserido.


A vergonha também surge na esfera da comunidade. Do ponto de vista do envergonhado, seu sofrimento liga-se ao sentimento de não estar correspondendo às expectativas do grupo.


A vergonha tem ainda efeito paralisante. O indivíduo deixa de se sentir digno do amor do grupo e se reprime.


Os pesquisadores revelam ainda que a depressão – tão presente na atualidade – e a vergonha são resultados da exposição das pessoas e da busca por uma vida idealizada.


Por fim, a pesquisa revela que ao privilegiar a aparência e a exposição pessoal, a sociedade contemporânea cria um conflito: o homem atual patina entre o sucesso e a vergonha da rejeição.


Bjpro6

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo